quinta-feira, 9 de março de 2017

Cidades Turísticas - A R A C A J U


A capital do Estado de Sergipe é o ponto de partida para todos os nossos destinos turísticos.


Fundada em 17 de março de 1855, pelo então presidente da província Sr. Ignácio Joaquim Barbosa, a cidade foi uma das primeiras planejadas do país. O engenheiro Sebastião Basilio Pirro foi o responsável pela execução da obra que viria deixar as suas marcas para sempre no perfil de Aracaju, ruas retas que se cruzam formando um verdadeiro tabuleiro de xadrez são o charme dessa cidade que cresceu, se desenvolveu e nesses 162 anos de vida desponta como uma das cidades de melhor qualidade de vida do país, reconhecido pelo ministério da Saude.


Sua população gira em tornos dos 640 mil habitantes , e sua area é de 188 km². A temperatura média anual é de 28°C. Uma brisa gostosa sopra do mar e ameniza o calor nos meses mais quentes.

Os rios Sergipe e Poxim banham a cidade e desaguam juntos no oceano Atlântico entre a praia da Atalaia Nova, no município de Barra dos Coqueiros e o bairro Coroa do Meio em Aracaju. Na divista com o município de Nossa Senhora do Socorro temos o rio do Sal e, na divisa sul com o município de Itaporanga d'Ajuda temos o rio Vaza Barris.

O turista que nos visita costuma fazer o city-tour pelos principais pontos turísticos da cidade. Normalmente esse passeio parte da região da orla onde se concentram a maioria dos hotéis da cidade, e cruza alguns bairros até chegar aos mercados municipais ( Albano Franco, Thales Ferraz e Antônio Franco) na região central , que são parada obrigatória para todos os que visitam a bela Aracaju. Após se deliciarem com o artesanato e comidas típicas partimos para a segunda parte do nosso passeio, a colina do Santo Antônio, onde se localiza a Igreja do Santo e onde foi assinado o decreto de fundação da cidade e de transferência da capital de São Cristovão para Aracaju.

O parque Governador José Rollemberg Leite, mais conhecido como Parque da cidade é, também, um dos destinos prediletos para quem nos visita. Lá encontramos a única reserva de mata atlântica de Aracaju, além do zoológico e do teleférico, que leva a todos ao alto do morro do Urubu. Uma trilha curta nos leva até uma das mais belas vistas da cidade.


Na seqüência, nos deslocamos para o Centro de Turismo, antiga Escola Normal Rui Barbosa , cujo prédio data de 1911. Lá são encontrados boxes que comercializam o belo artesanato, principalmente bordados com destaque para as finíssimas peças de renda irlandesa, alem disso encontramos,também, o Museu do artesanato Sergipano e o Bureau de Informações Turísticas, aproveitamos para visitar a belíssima Catedral Metropolitana de Aracaju que fica bem próxíma do Centro de Turismo. Construída entre 1863 e 1873.

A galeria de Artes Alvaro Santos, a ponte do imperador (foto acima) a orlinha do bairro indústrial e o novissimo Museu da Gente Sergipana (foto abaixo) são alguns dos destinos alternativos ao "city tour" tradicional.


À noite, sugere-se uma passadinha pela passarela do caranguejo, na orla da praia de Atalaia, para degustar as maravilhas gastronômicas de Sergipe: o caranguejo como o nome do destino já sugere é o principal item da vasta lista de delicias que a cidade oferece. Além dele o turista pode optar por muquecas diversas, caldinhos, pastéis, o famoso queijo de coalho deliciosamente assado na brasa o amendoim cozido, beiju de tapioca com seus recheios diversos e muitas outras delicias.

A bela orla da Atalaia, considerada a mais bela orla do país, é um convite à uma caminhada por suas calçadas largas e muito bem iluminadas. Uma passadinha pelos lagos para observar seus chafarizes iluminados são uma boa pedida. O Oceanário de Aracaju, também localizado na orla da Atalaia é um passeio que o turista deve considerar.
O litoral sul faz parte também do roteiro turístico da cidade. As praias de Aruana, Náufragos, Robalo , Refúgio e Mosqueiro complementam o nosso litoral com águas mansas e mornas em quilômetros de extensão, quase desertas e, areias firmes o que permitem a pratica de esportes diversos. Sugere-se uma caminhada relaxante.

Muitos bares, boates temáticos e até pequenos quiosques que vendem água de coco dão uma diversidade de opções para todos os gostos e bolsos.
Dispense pelo menos uma semana para curtir tudo o que a cidade pode oferecer.

Em junho, não deixe de ir ao Forrocaju, uma das maiores festas juninas da região que reunem cerca de 100 mil pessoas por noite em seus shows, e o melhor, tudo de graça. O Arraíá do Povo, que acontece na orla da praia de Atalaia também é um lugar imperdível durante os festejos juninos sergipanos.

Nenhum comentário: