quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Os nossos rios


O charme de Aracaju são os seus rios: Sergipe, Poxim , do Sal e Vaza Barris. Eles dão à cidade uma moldura especial completada pelos manguezais que adornam esses cursos d'agua que serpenteiam magnificamente debaixo de céus quase sempre muito azuis.

Aracaju - Uma pérola no litoral nordestino.

Quando fui convidado a conhecer a cidade de Aracaju lá pelos idos de 1987, tinha uma visão totalmente equivocada dela, em função de uma quase total desinformação sobre o meu destino, imaginava que estava a ponto de conhecer uma cidade sem grandes atrativos, aliás, sem nenhum atrativo. Estava preparado para alguns dias maçantes num lugar insosso, insipido e inodoro. Para minha surpresa, Aracaju não era nada daquilo do que eu imaginava. A cidade, me encantou logo nos primeiros contatos. Ruas bem cuidadas, limpas, e maravilhosamente retas. Aracaju é uma cidade planejada, suas vias formam um tabuleiro de xadrez que lhe dá um charme especial e facilidades de movimentação para o trânsito.

Ao chegar ao centro da cidade fui surpreendido com uma bela vista do rio sergipe que dá um toque especial ao que o povo da cidade chama de "rua da frente". Outras surpresas me foram sendo apresentadas à medida que os dias passavam. Conheci suas praias de aguas mornas e quase totalmente desertas nos dias de semana; seus parques arborizados; os bairros de casas muito bem planejadas e construidas com esmero.

Voltei para a minha cidade 20 dias depois encantado com esse cantinho do Brasil que pouca gente fora daqui conhecia ou sequer tinha ouvido falar, como eu.

Algum tempo depois, voltei para nunca mais sair, e para continuar descobrindo o quanto essa cidade é maravilhosa. Mas, essa história de amor por Aracaju continuarei a contar brevemente.