quarta-feira, 28 de abril de 2010

Culinária Sergipana: Expressão da cultura



Território marcado, desde as origens, pela pecuária, a culinária sergipana inclui vários pratos nos quais o leite é ingrediente básico. Coalhada, queijos, requeijões, doces de leite de vários tipos estão presentes no cardápio do dia-a-dia das famílias, assim como nos restaurantes. A carne de boi, de carneiro ou de bode é consumida assada ou cozida numa grande variedade de formas. A carne de sol é uma delas, e o município de Cedro de São João se notabiliza pela excelência desse produto. Buchada e sarapatel são alimentos preparados com as vísceras dos animais. No tocante às aves, se destacam a galinha de cabidela ou ao molho pardo.

Já os peixes e mariscos integram o cardápio das áreas litorâneas e ribeirinhas, sendo preparados com leite de coco e apresentados com uma infinidade de variações. O consumo de caranguejo, preparado de várias formas (casquinha, moqueca, fritadas e fervido em água com verduras), incluindo o ritual de quebrar e comer caranguejo em bares nas praias, é costume que os sergipanos apresentam como um dos seus distintivos.

Há uma série de alimentos marcados pelo uso periódico, a exemplo do milho verde, do qual se faz canjica, pamonha e manauê, muito consumidos no período junino. Quanto à macaxeira e a mandioca, elas fornecem os ingredientes para os angus, pés de moleque, beijus de tapioca, bolachinhas de goma, queijadas e bolos de vários tipos.

Algumas comidas têm área de ocorrência mais localizada, como a maniçoba em Lagarto e Estância feitas com folhas de mandioca; os doces de cactos ou de raiz de umbuzeiro e as umbuzadas correntes no sertão; ou os pratos à base de maturi (castanha verde de caju).

As compotas ou doces em calda, doces secos ou batidos, feitos com frutas regionais, acompanham as refeições da maioria dos sergipanos, a exemplo do exótico doce de araçá, mas encontrado em Estância.

Por fim, os sergipanos têm na carne, no feijão e na farinha de mandioca o tripé de sua alimentação diária e tradicional.
Vindo a Sergipe não deixe de degustar as delicias da culinária da terra.

Fonte:
CARDOSO, Amâncio - Prof MSC de História do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe - 2010.
Cultura Sergipana. In: FRANÇA, Vera Lucia Alves & CRUZ, Maria Tereza Souza (Coordenadoras). Atlas Escolar Sergipe: espaço geo-histórico e cultural. João Pessoa-PB: Grafset, 2007. -.192.

4 comentários:

Thata Ferrer disse...

esse carangueijo parece otimo!!!adoro a culinaria nordestina!


agora sim adicione ium link do seu blog no meu viu!

me visite:
http://joaopessoaturismo.blogspot.com

Marcio Nel Cimatti disse...

Bela imagem!!! Abs!

Mistérios do Vale disse...

Lugares lindos, meu marido nos levou, duas vezes, nesta viagem fantástica pelo Nordeste. Fomoe de carro para apreciar cada dia, amamos Segipe, saudade da paisagem, das pessoas acolhedoras, do café da São Luis e do suco de cajá.
Parabéns
Sônia

Victor disse...

que legal!!